Querendo ou não, os boletos vencem e o melhor é pagar as contas em dia. Se tem uma coisa que assusta mais que ouvir barulho na cozinha de madrugada é lembrar que você atrasou o pagamento de uma – ou de várias – contas. E sabemos que você não quer mais viver o desespero de pensar nas multas e juros de contas não pagas, certo?

Por isso, vamos conversar hoje sobre algumas formas de organizar as suas finanças para não precisar mais passar pelo sufoco, e nem tornar o esquecimento um hábito na sua vida.

O que te faz atrasar os pagamentos

Primeiro, vale lembrar que há alguns fatores que atrapalham na hora do pagamento.

  1. Só se vive uma vez x Pagar as contas em dia

Um deles é um dos maiores clássicos que há no Brasil. A discussão entre “só se vive uma vez” e “pagar minhas contas” leva muitos a escolher a primeira opção e esquecer que as contas continuam aí e que, até o fim do mês, é preciso quitá-las. E ainda ter um dinheiro para viver.

E não adianta se fazer de desentendido (a): vão te cobrar igual!

Segundo pesquisa do SPC – que você pode ler clicando aqui – 70% dos brasileiros não conseguem guardar dinheiro.

Para Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil, a conjuntura econômica interfere sim na decisão das pessoas não investirem. Mas lembra também que a falta de disciplina e de controle das finanças atrapalha muito!

E é claro que essa desorganização financeira vai influenciar no pagamento das suas contas!

  1. Eu não vou lembrar de tudo!

Se alguém me pedir para responder na hora quais são as datas de todas as contas que preciso pagar, vou ficar um bom tempo pensando. E não é por mal: é que, assim como eu, todos nós temos uma série de prioridades ao longo dos nossos dias que lembrar de cada pagamento pode ficar de lado.

Exemplo disso a gente encontra no livro Escassez, de Sendhi Mullainathan. De acordo com o livro, quando estamos muito entretidos em alguma atividade, a chance de esquecermos de pagar uma conta é muito grande, o que pode levar a multas e juros e, por consequência, endividamento.

E é justamente esse endividamento, segundo diversos estudos tratados no livro, que deixam as pessoas menos concentradas em suas atividades e dificulta mais ainda a tomada de decisões.

Ou seja: você esquece o que tem que fazer porque está atarefado. Esquece a data de pagamento de suas contas e aí precisa pagar juros ou multas. E, ao lembrar que agora está endividado, começa a se desconcentrar no trabalho porque está devendo.

É quase um looping sem fim!

Organização financeira na prática

Mas de nada adianta trazer uma série de dados e porquês esquecemos muitas vezes de pagar nossas contas e não vir com soluções. Por isso você encontra logo abaixo uma série de dicas que podem te auxiliar nessa jornada de organizar suas finanças e pagar suas contas em dia.

  1. Internet Banking

Os tempos mudaram e a nossa necessidade de ir aos bancos foi sendo substituída pelas facilidades que só a internet traz. Internet banking é a possibilidade de você fazer transações bancárias sem depender de uma agência. Tudo que você precisa na tela do seu computador ou mobile: extrato, transferências, consulta de saldos e, claro, pagamentos.

Caso você queira entender todos os detalhes do funcionamento do Internet Banking, vale conferir o artigo feito pelo site Conta Corrente. É só clicar aqui! https://www.conta-corrente.com/duvidas/internet-banking/

2. Débito em conta

Vem cá que essa é para quem não quer perder tempo pegando senha na fila do banco ou esperando de pé a sua vez na lotérica! Débito em Conta, também chamado de Débito Automático, é uma modalidade em que você programa todos os seus pagamentos de uma vez só e eles serão debitados da sua conta bem na data em que está programado!

Se hoje é dia 03, por exemplo, e você tem uma conta para pagar dia 15, já dá para deixar programado! Com dinheiro na sua conta corrente, automaticamente sua conta será paga sem que você tenha que ficar preocupado(a) com a possibilidade de esquecer!

3. Planilha de Orçamento

Calma! Antes que você já queira sair correndo, essa planilha não é mais uma daquelas difíceis de entender e que em nada se encaixam para a sua vida financeira. Nós, do Papo de Grana, criamos uma planilha prática que já deixa tudo calculado para você. É a sua chance de:

– Ver o panorama geral dos seus gastos;

– Saber quais são as despesas que mais impactam nos seus orçamentos;

– Não precisa saber de fórmula nem nada: a planilha já calcula tudo automaticamente para você!

Baixe aqui a planilha que vai te ajudar a pagar suas contas em dia

4. Aplicativos de controle financeiro

O controle financeiro, sem dúvidas, vai te auxiliar nessa jornada para pagar suas contas em dia. Esse aplicativos que te ajudam a organizar a grana do mês são uma alternativa para você ver no que você anda gastando, priorizar suas o pagamento de suas contas e descobrir o quanto sobra para gastar no resto do mês.

É uma alternativa muito válida para quem quer entender onde anda gastando seu dinheiro e aprender a controlá-lo melhor – como o próprio nome sugere, rs.

Teve um aplicativo que conhece assistindo a uma palestra do Papo de Grana Incompany – que, caso você não conheça, é um momento em que o Papo de Grana vai até às empresas e faz uma palestra acerca de assuntos relacionados à educação financeira e investimentos.

E, numa dessas, Victor, desenvolvedor da Warren Brasil que estava assistindo ao evento, nos contou que usa um app que ajuda na organização financeira do mês.

Daily Budget, segundo ele, resolve a falta de grana no fim do mês! Pelo app, você sabe direitinho o quanto pode gastar por dia. E, ainda, prever gastos futuros:

– Se eu vou sábado no cinema, posso ir mandando o Daily ir separando o valor a partir de hoje. Aí cada dia ele desconta um pouco esse valor diário, aí sábado posso usar tranquilo!

Relaxa que não estamos ganhando cash pela divulgação! É que a indicação foi tão boa que não tem como não dividir!

Para baixar o Daily Budget, é só clicar aqui!

4. Google agenda

“Ah, não quero utilizar nenhuma dessas coisas porque não confio!”. Olha, tudo bem. É compreensível o receio que se tem, muitas vezes, de usar certos recursos. Mas vale lembrar que os tempos são outros e, hoje em dia, é seguro, sim, utilizar esses meios. É menos tempo que você gasta na fila do banco e mais tempo para sua vida.

Então temos mais uma alternativa para te auxiliar. Assim como o despertador te dá aquela mão nada amiga para acordar de manhã, o Google Agenda vem te dar aquele alerta para você lembrar das datas de pagamento! Simples assim.

Existe nesse calendário uma opção chamada “Lembrete” que só some quando você marca quando você assinalar ali que já cumpriu o que tinha que ser feito.

Baita ajuda, né?

5. O bom e velho papel e caneta

Já sabemos que escrever à mão é uma das maneiras mais eficientes que existe quando precisamos gravar um conteúdo. Já pensou fazer uma lista com todas as datas de pagamento e espalhar pela casa? Geladeira, mural do quarto? É uma alternativa de você não esquecer mais o que precisa ser feito.

Qual a fórmula perfeita para minhas finanças?

Este texto não é para te dar uma fórmula perfeita para organizar de vez as suas finanças – até porque ela não existe. Mas você pode olhar todos os recursos acima e ver qual, ou quais, se encaixam melhor para a sua realidade.

Eu, por exemplo, costumo deixar a data de pagamento das minhas contas, sempre que possível, todas para o mesmo dia, e já deixo isso resolvido.

E, para chegar no fim do mês com uma grana tranquila, depois que deixo minhas contas todas pagas em dia, calculo o quanto posso usar por dia. Estilo o que o Daily Budget faz – e por isso gostei tanto dele!

Outros vão usar planilha e débito em conta, e talvez ainda encontramos os que gostam mesmo é do papel para lembrar.

O importante é se organizar, seja lá a sua preferência.

Até porque, relembrando, facilitar esse processo de pagamentos:

  1. Nos faz deixar de perder nosso dinheiro com multas e juros;

  2. Ganhamos tempo: afinal, quando a casa está organizada, não precisamos usar tempo procurando o que está no lugar;

  3. Ganhamos mais espaço na mente para pensar em outras questões que podem demandar mais do nosso esforço, como trabalho, por exemplo.

Lembrando que processo é seu. O importante mesmo é ficar longe dos juros e multas e com as contas em dia. (;

E aí, descobriu o jeito que você prefere? Conta aí nos comentários!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.